domingo, 19 de julho de 2015

Aletria



Aletria!
Ou deverei dizer, a volúpia da aletria?
Acho que é mais rigoroso. Temos, portanto, a volúpia da aletria!

Só de pensar que nunca gostei, sem nunca ter provado - atitude comum às crianças e aos preconceituosos. Pois, era assim- odiava sem nunca ter provado. Detestava o aspeto compacto e denso que associava a uma barra de sabão. Aliás, o doce era cortado às fatias e em fatias se mantinha, pujante de  personalidade.

Era doce infalível na ceia de natal, juntamente com o leite creme - mas desse sempre gostei muito.

Até que um dia, a pedido, preparei a minha aletria.
Consultei o Pantagruel que sempre me livrou de dificuldades e nele li que, antes de cozer a aletria em leite, se deveria dar-lhe "uma fervura" em água.
Discordei!
Demasiadas etapas e muita louça para lavar.
Tentei nova estrtégia que consistiu em aumentar o líquido, diminuindo a quantidade de "massa".
E não é que resultou?
A minha aletria é cremosa, com um não sei quê de ovos moles.

Entretanto, procedi a outros upgrades fruto da disponibilidade de produtos.
O último revelou-se mesmo muito bom.
E é esse que vou agora dividir:


INGREDIENTES:
1/2 litro de leite
1 lata de leite condensado
5 meadas de aletria
6 gemas
casca de 1 limão, 3 paus de canela e canela em pó para polvilhar.


Nenhum açúcar que o do leite condensado é mais que suficiente.

Fervemos o leite, o leite condensado, a casca de limão e os paus de canela.
Quando começa a entrar em ebulição, juntamos as meadas de aletria que, entretanto, partimos entre os dedos.
Deixamos que ferva muito lentamente por 5 minutos, mexendo sempre.


Retiramos a mistura do lume e ...

Numa malga, misturamos as gemas, às quais acrescentamos, 1 a 1 colheres do preparado quente, mexendo sempre.
Depois das gemas se encontrarem perfeitamente diluídas, vertemo-las na panela da aletria, que volta ao lume, só para cozer as gemas, mas sem ferver - o que poderia talhá-las.


Despejamos o preparado numa travessa baixinha e, quando arrefecer, polvilhamos abundantemente com canela em pó.
Se é bom?
- Não, não é bom! É divino!
Se esqueci a dieta?
- Apenas por escassos minutos, enquanto deglutia umas quantas colheradas.
Se não tenho palavra?
- Tenho! Claro que tenho!
Mas não sou de ferro e uma pessoa feliz emagrece muito mais depressa do que uma pessoa amarga e amargurada.

E é isto!
A volúpia da aletria!

Beijo
Nina

53 comentários:

  1. Ciao!!!!!
    Sono sparita per qualche tempo ma ora eccomi di ritorno e con una novità, vieni a trovarmi sul mio nuovo blog: http://capriccidellaste.blogspot.it/

    ResponderEliminar
  2. Hummm...tanta canela! Deve ter ficado divinal! Bom domingo! Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Hummmmmmmmmmmmmmm...adoro aletria. Quem a fazia era a minha mãe. Sentavamo-nos todos à mesa da cozinha e comíamos um prato, dela, ainda quente.A minha levava sempre muita canela.

    A minha mãe tinha que a fazer por duas vezes para colocar a outra numa travessa.
    Agora, quem a faz é a minha irmã mais velha.
    Depois que a minha mãe adoeceu e teve que ir para um lar, as festas deixaram de me interessar.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Essas recordações são mais doces que a própria aletria!
      Entendo que sem a mãe os doces perdem o sabor.
      Beijo

      Eliminar
  4. Hum, babei daqui. O aspecto está ótimo.
    Tudo com canela eu gosto.
    Aletria é um macarrão fininho?
    Bom domingo, Nina. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aletria é um macarrão muito fininho também conhecido por cabelo de anjo.
      Beijo

      Eliminar
  5. Olá Nina: também nunca experimentei aletria doce. Por cá ,não é habitual fazer-se e ,tal como tu, tenho um bocado de "preconceito" sobre a dita,mas que a vontade de experimentar está lá, isso está. A tua ficou com ótimo aspeto e se é cremosa, vou gostar, de certeza.
    Bjn
    Márcia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Márcia, aconselho a que experimentes, porque é realmente uma sobremesa excelente.
      Beijo

      Eliminar
  6. Hummmm...pra mim é estranho.A aletria é aquela massa fininha? se for nunca a comi doce, não me parece atraente mas como tudo que leva leite condensado é bom então eu daria uma chance ao prato pronto. Bj
    Joana

    ResponderEliminar
  7. Gosto muito de aletria, mas à moda da minha terra: não leva pinga de leite! Água a ferver com casca de limão e sal. Quando a água está amarelinha, leva o açúcar, a aletria (nunca sei as quantidades, faço a olho) e uma colher de sopa de manteiga. Quando está cozida, deixo-a repousar fora do lume e coloco as gemas bem batidas com um pouco de água. Vai ao lume, sem ferver, só para cozer as gemas e... está pronta. Coloco numa travessa e deito canela por cima, às vezes, em forma de losangos.
    Fica muito saborosa e toda a gente costuma gostar, apesar de desconhecerem esta forma de a cozinhar. Faço da mesma maneira o arroz doce! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pela receita, querida Lete. Não deixarei de experimentar.
      Beijo

      Eliminar
  8. Ah, Nina!
    Que ri aqui às custas de sua "volúpia".
    Curioso que também não gosto da aletria mais tradicional e que o povo adooora, porque acho-a é dura e seca =(
    Eu já experimentei, uma única vez, e não acabei a fatia.
    Gosto dela, assim como a faz, fica cremosa. Também cozo no leite, a massa é fininha, coze bem! Vez por outra, também faço com leite condensado, mas é mais raro.
    Há que ter imaginação para adaptar ao nosso paladar ;)
    bj amg

    ResponderEliminar
  9. Eu gosto tanto de aletria! Hei de experimentar esta versão, obrigada pela partilha!

    ResponderEliminar
  10. Tenho um pacote de aletria ha que tempos na despensa para usar e nunca fiz com receio de nao gostar! Pois aquela coisa de fazer e se nao gostar deitar fora, vai contra os meus principios! Mas depois de ver esta receita, nao tenho duvidas! Aquele pacotinho vai deixar de estar na minha despensa! Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apenas uma recomendação - não use aletria a mais, ou ficará com uma coisa seca e sem graça.
      Depois conte como correu.
      Beijo

      Eliminar
  11. No conocía este postre, pero me parece que debe ser delicioso. Es más, donde hay leche condensada, no hay pierde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vejo que és formiguinha, Gabriela - te gusta el mucho dulce!
      Beijo

      Eliminar
  12. Nunca experimentei, mas deu uma vontade grande de fazer, pois seu texto está perfeito!! Vou tentar qualquer dia desses...Uma ótima semana,
    bjo
    Denise

    ResponderEliminar
  13. Hummm... como não cair nesta tentação?
    Sábias palavras sobre a felicidade e emagrecimento (hehehe), levo a receita.

    Boa semana,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Judy, quando volta ao seu blog? Fui lá! Tudo tristinho! Volte! Faz falta a sua preseça nesta nossa comunidade.
      Beijo

      Eliminar
  14. Oi Nina,

    neste final de domingo lí este seu post pelas dezenove horas e pensei: caramba! esquecí-me totalmente deste doce, não o fiz como prometi! Quer saber? Vou já pra cozinhal!
    Fiz o doce, raspei a panela, experimentei-o ainda quente e adorei! Agora já está bom para saboreá-lo...rs
    Vou ao Fuso para publicar o docinho, antes, vou me servir! Obrigada por ter-me lembrado dele viu flor e compartilhá-lo novamente!
    Tenha uma semana de realizações.
    Beijão,
    Lu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, minha querida. Muito obrigada pela referência.
      Que bom que aprova este docinho tipicamente português.
      Beijo

      Eliminar
  15. eu tenho uma "tese" sobre doces: "Impossivel alguma coisa não ficar absolutamente divina se em algum momento da receita se faz prasente uma lata de leite condensado" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... bjokas lindeza e sucesso sempre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Adorei a tua tese! Subscrevo respeitosamente!!!!
      Beijinhos, linda!

      Eliminar
  16. Oh I think - very good Nina!
    Nice day
    beijos Crissi

    ResponderEliminar
  17. Então tenho de provar esta tua aletria, porque eu também não gosto. Já provei, mas não consigo :S
    É como o arroz doce, só consigo comer o da minha avó :)
    Beijos Nina, e gostei do quimono e da compota de pêssego ;)
    https://instagram.com/annabelle_madeira/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Annabelle, ninguém no mundo cozinha, cozinhou ou cozinhará como a nossa avó. Porém, a tia Nina dá-lhe um jeitito! Beijinhos, querida.

      Eliminar
  18. Bom dia, adorei o aspecto do seu doce, não conheço, vou fazer, parece uma delicia, beijos

    ResponderEliminar
  19. Oi NIna, preciso por aqui achar o que é aletria, com este nome não conheço, mas vou ao Dr. Google e la com certeza devo achar o que é, mas o aspecto é bonito e me parece bem apetitoso.
    Bjucas e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas conhce cabelo de anjo, não conhece?
      Então ... é a mesma coisa.
      Beijo

      Eliminar
  20. Humm, deve ser sim, o manjar dos Deuses! bjs querida Nina e boa semana!
    Nina

    ResponderEliminar
  21. Nina depois do seu comentário, me toquei...aqui conheço popularmente por doce de macarrão....e não gostei dos que ja provei., mas o seu parece ficar mais gostoso.

    ResponderEliminar
  22. Adoro aletria! Sou a única que gosta cá em casa e chego a fazer, abusadora, só para mim. Não precisa de levar leite condensado, faço mesmo da simples. Mas vou tentar esta receita um destes dias, quando tiver coragem de comer uma travessa cheia dela... Bjks

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso, Maria João! Faça uma panela e coma sozinha!!!!!
      Brinco!
      Beijinhos

      Eliminar
  23. Não sei o que é Aletria.
    Parece alguma coisa com milho.

    ResponderEliminar
  24. Aletria e arroz doce,são os doces preferidos do marido Nina,ele faz super bém,assim como tu,mas eu n gosto,nem de arroz doce nem de aletria,tento,tento eu confesso mas n consigo comer arroz doce e massa doce,ficou muito bonito o teu. Feliz dia,beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Patrícia, já ri muito com o teu lamento! Realmente, à primeira vista parece intragável ... mas, não é!
      Beijinhos

      Eliminar
  25. Se pões assim a questão, realmente não é nada apelativo! Arroz e massa querem-se salgados, não é?
    Porém, minha linda, acredita! É muito bom mesmo!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  26. Vaya que buena receta. Me gusta Nina!!
    Un beso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando vieres a Portugal, já sabes:
      Pede aletria que é muito bom.
      Beijinhos

      Eliminar
  27. Boa noite Nina, irresistível e com óptimo aspecto!
    Só que agora não posso, aliás não devo.
    Lá para o Natal farei um travessinha de aletria baseada na sua deliciosa receita!
    Beijinhos,
    Ailime

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que menina resistente! Não se deixa tentar! Acho muito bem! Talvez um dia ainda seja assim ... ou talvez não - desconfio!
      Beijinhos, querida Ailime

      Eliminar